domingo, 23 de setembro de 2012

Como cortar os queijos

Minha amiga Camila ganhou um conjunto de facas para queijo e ficamos as duas procurando função para cada uma. Pela lógica chegamos a conclusões de que algumas são feitas para queijos moles, patês, queijos duros, enfim, para deixar tudo explicadinho este post foi escrito porque sempre acho que conhecimento não ocupa espaço, n'est pas?



1. a primeira é aquela pra queijos duros, mas não tão duros - algo menos dificultoso que um parmesão e mais duro que um cheddar.
2. a segunda é, na verdade, a 'cheese fork', uma espécie de garfinho pra segurar o queijo na hora de cortar.
3. esta da pontinha, a terceira, é a 'parmesan knife', a faca pra parmesão, se é que você, como eu, adora comer parmesão em pedaços. Use a pontinha e vá cavucando seu pedaço de parmesão uruguaio comprado na loja do Ceasa, abra um vinho e seja feliz.
4. chegamos então aos queijos mais molinhos, esta quarta é a 'stilton fork', para queijos macios como o próprio stilton ou o requeijão mineiro.
5. a última da foto é a 'cheddar knife', obviamente para queijos do tipo cheddar, uma textura gostosa de cortar, a faca desliza fácil, sem muita dificuldade, aquele queijo que dá pra derreter, morder e sair puxando.

Existem também complementos ao conjunto básico, como esta abaixo, chamada de plaina, que é para queijos moles que a gente gosta de cortar mais finos para um sanduíche ou um petisquinho básico:



Estas abaixo são as tradicionais para patê, que podem ou não vir no kit, pode vir uma só ou você pode adquirir um estojo só delas. Eu tenho uma raridade em casa, as faquinhas com cabo de porcelana portuguesa e detalhes em ouro com seus respectivos pratinhos individuais - vale a pena procurar nas feiras de antiguidade:


Para terminar o cutelinho de queijo multiuso, este aí eu digo que é para o que você conseguir cortar. Diz o fabricante que é para queijos grandes, mas acredito que tudo depende da sua força:

Então agora é só pegar sua tábua de madeira, juntar os queijos preferidos e aproveitar o final de domingo com os amigos ou a família - aqui todo mundo, da pequena de seis anos à mais velha, adora queijo de qualquer jeito, deve ser a genética italiana com raízes brasileiras em Minas Gerais.

Um comentário: